Buscar
  • Dr. Diogo Pazello

Remover varicoses, por que não?

Atualizado: Mar 4



Surgiram “veinhas” fininhas, vermelhas ou roxas nas pernas, nádegas ou pés? Geralmente esses vasinhos são indolores, não causam inchaço nem qualquer outro sintoma que incomode fisicamente. Mas o incomodo estético desagrada muito, principalmente quando usa uma roupa mais curta, ou quando cruza a perna, expondo parte da coxa e consequentemente as desagradáveis varicoses.



Problemas estéticos normalmente são colocados em segundo plano, ou simplesmente são negligenciados por “ser só estética”. Entretanto sentir-se bem com você mesmo, melhorando sua autoestima também faz bem para a saúde.


O que é isso?

O termo técnico para esses microvasos é Telangiectasia. São pequenos vasos (menores que 1mm de espessura), localizados superficialmente, logo abaixo da pele e que se tornam avermelhados ou arroxeados. Sua causa é multifatorial tendo como principais fatores a predisposição genética, hormonal (principalmente estrogênio e progesterona), obesidade e sedentarismo.



As varicoses podem aparecer isoladas ou ser um sinal de alerta para um problema maior, como uma fase inicial das varizes propriamente dita. Muitas vezes essas varicoses são alimentadas por veias um pouco mais profundas e mais calibrosas (aquelas veias esverdeadas), que são chamadas de veias reticulares e tem entre 1 e 3mm de diâmetro.


Tratamento

Popularmente chamado de “aplicação”, o tratamento destes vasinhos é a escleroterapia. O tratamento consiste na aplicação dentro do vaso de uma substancia esclerosante (que seca o vaso). As substancias mais utilizadas são a glicose e o polidocanol (espuma), sendo a glicose utilizada nos vasos mais fininhos (telangiectasias) e o polidocanol nas veias mais calibrosas (veias reticulares). Normalmente o efeito estético no vaso aplicado é imediato, desaparecendo a cor roxa ou avermelhada. O número de sessões de aplicações dependerá da quantidade de microvasos a serem tratados e sua complexidade (relação com veias nutridoras – reticulares). O procedimento é realizado no consultório e o retorno às atividades é imediato, sem necessidade de repouso.


É muito importante a avaliação de um especialista cirurgião vascular para evitar procedimentos desnecessários. É muito comum a falta de avaliação e a falta de diagnóstico das veias reticulares, levando ao não tratamento deste vaso e a varias sessões de aplicação sem resultado, gerando sofrimento e um custo elevado ao paciente.




Se você tem varicoses, marque uma consulta com o seu médico vascular, e lembre-se: “faz bem sentir-se bem”, por isso sem preconceitos com estética. Pernas bonitas de novo, pode sim!



Dr. Diogo Pazello

Especialista em Cirurgia Vascular e Endovascular pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV)

102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©  2020 Clínica e Cirurgia Vascular criado por Grupo Lloret

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon